Vereador Araras 2016: Rosa Oiássi 65656

rosa65656

Deixe um comentário

setembro 28, 2016 · 11:52 pm

Coração é Terra que Ninguém Vê , Cora Coralina

Quis ser um dia, jardineira
de um coração.
Sachei, mondei – nada colhi.
Nasceram espinhos
e nos espinhos me feri.

Quis ser um dia, jardineira
de um coração.
Cavei, plantei.
Na terra ingrata
nada criei.

Semeador da Parábola…
Lancei a boa semente
a gestos largos…
Aves do céu levaram.
Espinhos do chão cobriram.
O resto se perdeu
na terra dura
da ingratidão

Coração é terra que ninguém vê
– diz o ditado.
Plantei, reguei, nada deu, não.
Terra de lagedo, de pedregulho,
– teu coração. Bati na porta de um coração.
Bati. Bati. Nada escutei.
Casa vazia. Porta fechada,
foi que encontrei…

Deixe um comentário

Arquivado em banho de assento, Poetisas

Democracia brasileira: Falência multipla dos orgãos

Não tem justiça, só tem elite…

Deixe um comentário

Arquivado em banho de assento

Nahid, amor e liberdade

O que acompanhamos com o drama de Nahid (Sareh Bayat) nos remete a história de várias mulheres periféricas do mundo, transmutado nas nuances da tradição da família e dos costumes e sua sádica atuação na vida sexual e reprodutiva das mulheres.

Mulher jovem divorciada de ex companheiro viciado vive um inferno na terra, pois segundo as regras do seu país não poderá mais casar com ninguém ou perderia a guarda do filho de 10 anos de idade, criança perturbada com a presença desviada do pai.

Nahid trabalha e mora sozinha com seu filho, é uma mulher independente, trabalha e se vira com muito sacrifício. Um dia conhece um homem maravilhoso que promete mudar seu destino, o drama se faz ao entender ele o que estava em jogo para ela.

Linda história de amor e liberdade. Me angustiei muito, como nós mulheres trabalhadoras sofremos!

pyfkasli

Direção: Ida Panahandeh
Gênero Drama
Nacionalidade Irã

Deixe um comentário

Arquivado em banho de assento, Cinema e mulher