Racismo e preconceito no CQC:Em Repudio ao Deputado Jair Bolsonaro‏

 

 

Petição On-line em Repúdio ao Deputado Jair Bolsonaro» 

Acesse o link: http://www.peticaopublica.com/?pi=P2011N8333

 

É terrivel ter que assistir ao racismo ao vivo em programas humoristicos brasileiros… O CQC pode até ser engraçadinho, mas tem que tomar cuidado com o conteudo que veicula na TV aberta Brasileira, acho que eles deveriam abrir um espaço especial no programa deles para debate como ideias como a deste misdeputado transmitem. Um cara como esse tal de Bolsonaro deve ser preso por discriminação declarada contra gays e mulheres negras.

 

 

O Globo, 29 e março de 2011

Bolsonaro diz na TV que seus filhos não ‘correm risco’ de namorar negras ou virar gays porque foram ‘muito bem educados’

Publicada em 29/03/2011 às 10h40m
O Globo
RIO – O deputado federal Jair Bolsonaro (PP-RJ) foi parar nos assuntos mais comentados do Twitter após uma polêmica entrevista ao programa CQC, da Band. Ao participar do quadro “Povo quer saber”, em que respondeu a curiosidades do público, o deputado disse que seus filhos não correm o risco de namorar uma mulher negra ou virarem gays, porque “foram muito bem educados”. ( Veja o vídeo com a polêmica entrevista )
– Não vou discutir promiscuidade com quer que seja. Eu não corro esse risco. Os meus filhos foram muito bem educados e não viveram em ambientes como lamentavelmente é o teu – disse Bolsonaro, em resposta à cantora Preta Gil, que perguntou ao deputado o que ele faria se filho dele se apaixonasse por uma negra.
Sobre como encararia a homossexualidade de um filho, o deputado voltou a repetir que “não corre este risco”:
– Isso nem passa pela minha cabeça. Eles tiveram uma boa educação. Eu sou um pai presente, então não corro este risco.
Numa entrevista em que disse que seus gurus na política são todos os presidentes da ditadura militar, Bolsonaro falou também sobre uma possível participação em uma parada gay:
– Não iria porque não participo de (eventos para) promover os maus costumes. Até porque acredito em Deus, tenho uma família, e a família tem que ser preservada a qualquer custo, senão a nação simplesmente ruirá.
” Eu não entraria em um avião pilotado por um cotista, nem aceitaria ser operado por um médico cotista “
Em seguida, o parlamentar respondeu por que é contra as cotas raciais, adotadas em várias universidades brasileiras.
– Todos nós somos iguais perante a lei. Eu não entraria em um avião pilotado por um cotista, nem aceitaria ser operado por um médico cotista.
A forma como Bolsonaro agiria em relação a opções dos filhos foi questionada mais de uma vez pelo público. Em uma delas, perguntaram ao deputado o que ele faria se um filho fosse flagrado usando drogas.
– Daria uma porrada nele, pode ter certeza disso – disse o parlamentar, para responder em seguida se “torturaria” o filho pelo uso de entorpecentes: – Se agir com energia é torturar, vai ser torturado.
Antes de dizer que é “uma pessoa excepcional dentro de casa”, Bolsonaro disse que detesta Cuba e que, por ele, Dilma Rousseff jamais seria presidente da República:
– Pelo passado dela, de sequestros e roubos – afirmou, referindo-se à época em que a presidente fazia parte de grupos de esquerda que lutavam contra a ditadura.
Bolsonaro também enumerou os motivos pelos quais sente saudades do regime militar no Brasil:
– Do respeito, da família, da segurança e da ordem pública e das autoridades que exerciam autoridade sem enriquecer.
 
Extra, 29 demarço de 2011

Preta Gil vai processar Jair Bolsonaro por declaração na TV

Extra Online

Tamanho do texto A A A
O deputado Jair Bolsonaro acaba de ganhar uma inimiga figadal: Preta Gil. A cantora anunciou nesta terça-feira (29), de madrugada, que vai processá-lo por contas de declarações no programa “CQC”, da Band. Em uma vídeo previamente gravado, Preta perguntou qual seria a reação de Bolsonaro se um filho dele namorasse uma negra. A resposta do polêmico político foi exatamente esta: “Preta, não vou discutir promiscuidade com quer que seja. Eu não corro esse risco, e meus filhos foram muito bem educados e não viveram em um ambiente como, lamentavelmente, é o teu”.
Pelo que postou no Twitter, a cantora não assistiu ao programa ontem e só soube da resposta por conta da grande repercussão que a entrevista teve na internet. “Fiz a pergunta, e não vi a resposta dela, mas vocês estão me escrevendo e já já estará no youtube, meu advogado já me ligou e iremos avaliar o que foi dito, e se me sentir lesada e ofendida irei sim entrar com um processo contra ele, pelo que li, foi grave o que ele falou”, escreveu a artista, em dois tweets separados. Em um terceiro, ela acrescenta: “Não farei (processarei) somente por mim e pela minha familia que foi ofendida e caluniada por ele mas também por todos os Negros e Gays desse País”.
Vários famosos já se pronunciaram em defesa da artista e contra a declaração de Jair Bolsonaro. Um deles é o deputado Jean Willys, homossexual, opção esta a que Bolsonaro também repetidamente se mostra contra. “Racismo eh crime! Quem pratica racismo e homofobia em tv aberta eh mais que imoral; eh criminoso que debocha da Constituicao”, postou o ex-BBB.
 
 
 
 

 

Deixe um comentário

Arquivado em fim da violência contra a mulher, relações raciais Brasil, Violência e preconceito

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s