UFMA apura denúncia de discriminação contra estudante estrangeiro‏

Há alguns dias, foi divulgada pela Internet e encaminhada à UFMA, uma petição pública em que estudantes do curso de Engenharia Química, da Universidade, inscritos na disciplina Cálculo Vetorial, denunciaram o professor José Cloves Verde Saraiva, afirmando que este viria sistematicamente tratando de modo grosseiro, agressivo e discriminatório o aluno Nuhu Ayuba, que é africano. O estudante não retrucara a nenhuma das agressões, mas teria ficado psicologicamente abalado, o que teria motivado os colegas, que afirmam ser testemunhas das humilhações sofridas por Nuhu, a solicitarem que a Instituição apurasse o caso, para tomada das providências cabíveis. (http://www.peticaopublica.com.br/?pi=UFMA2011)

Esta noticia eu peguei do site do http://www.cenbrasil.org.br
Ao receber a denúncia, a reitoria solicitou à Pró-reitoria de Recursos Humanos a instalação imediata de um processo administrativo, assim como comunicou sobre o caso ao Ministério Público, solicitando que o mesmo seja apurado.

O Reitor Natalino Salgado afirmou que é lamentável a ocorrência de fatos dessa natureza em qualquer instância pedagógica, ainda mais em uma Universidade Pública como a UFMA que vivencia dias de grandes conquistas no processo de inclusão social e de acordos internacionais que favorecem a mobilidade estudantil, assim como a docente. “Temos pautado nosso trabalho no respeito e na dignidade humana; e não partilharemos de atitudes que se caracterizem em retrocesso e vergonha para a nossa sociedade. Os estrangeiros, assim como todos os outros estudantes, têm o nosso apreço e respeito. Vamos continuar honrando os acordos educacionais e culturais assumidos pela Universidade e pelo Governo Brasileiro com outros países”, destacou Salgado.

A UFMA disponibiliza anualmente duas vagas de cada curso, no período diurno, para o PEC-G, Programa de Estudantes-Convênio de Graduação, que oferece oportunidades de formação superior a cidadãos de países em desenvolvimento com os quais o Brasil mantém acordos educacionais e culturais. Desenvolvido pelos ministérios das Relações Exteriores e da Educação, em parceria com universidades públicas – federais e estaduais – e particulares, o PEC-G seleciona estrangeiros, entre 18 e 25 anos, com ensino médio completo, para realizar estudos de graduação no país.

(http://portal.mec.gov.br/index.php?Itemid=530&id=12276&option=com_content&view=article).

Visando o crescimento na Inclusão Social, a Universidade Federal do Maranhão é também uma das IFES pioneiras quanto à implantação do sistema de cotas, disponibilizando, para o mesmo, 50% das vagas ofertadas anualmente. Do total de cotas, metade desse percentual é destinada para escolas públicas e a outra metade para políticas afirmativas.

Em retratação pública, o Professor pede desculpas à interpretação de ocorrências que teriam ofendido o estudante e faz considerações sobre as responsabilidades discentes do aluno.

Sobre as denúncias, o docente afirma que houve um mal entendido, sobre o qual pede desculpas ao estudante Nuhu Ayuba e aos colegas de classe. Jamais tive intenção discriminatória, de qualquer espécie, mesmo porque sou, como muitos brasileiros, descendente de africanos, inclusive a minha avó era de Alcântara/MA. Acredito no potencial de todos e o que exijo como docente é que os estudantes tenham compromisso com o conteúdo da disciplina e com a participação e frequência às aulas, destaca Saraiva.

José Cloves Verde Saraiva, 57, é Professor Associado III, do Departamento de Matemática da UFMA desde março de 1980, após ser aprovado por Concurso Público. Nascido na capital maranhense, Saraiva é Doutor em Matemática pela Universidade de São Paulo.

A Administração da UFMA determinou a instauração de processo administrativo disciplinar sob nº 23115.008471/2011-20 que deverá observar o rito do devido processo legal no prazo da lei, assim como encaminhou cópia da denúncia ao Ministério Público Federal.

Confira o documento encaminhado para o Ministério Público
______
Fonte: http://www.ufma.br/noticias/noticias.php?cod=10923

 

Deixe um comentário

Arquivado em racismo e violência, relações raciais Brasil

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s