Nota em Defesa da SPM e SEPPIR

 

Dilma estuda criar Ministério dos Direitos Humanos

 
O Palácio do Planalto já começa a elaborar o projeto que modifica a estrutura de parte dos ministérios, a reforma administrativa, que deve sem implantada a partir do ano que vem. Segundo matéria do jornal O Globo, a presidente Dilma Rousseff pretende criar o Ministério dos Direitos Humanos, que irá agregar em uma única pasta a secretaria que hoje trata do assunto, atualmente ocupada pela ministra Maria do Rosário, e outras três pastas especiais: Políticas para as Mulheres, Igualdade Racial e Secretaria Nacional da Juventude. A Fundação Nacional do Índio (Funai), atualmente vinculada ao Ministério da Justiça, iria ser transferida para esta nova pasta. A ideia é diminuir os gastos públicos, e usa como critérios o desempenho e a relevância das secretarias a serem extintas. Segundo o jornal, Rosário seria a comandante da nova pasta.

(Bahia Notícias)

Prezadas amigas e companheiras de luta,

A matéria acima é o resumo de uma série de notícias veiculadas na imprensa brasileira nas últimas semanas. Os paladinos do “estado mínimo” voltam à carga, toda vez que se conjectura uma possível modificação na estrutura de govrno.
Diante da “montagem” feita por alguns/algumas jornalistas, dos grandes veículos de comunicação, que se intitulam porta-vozes da reforma ministerial, algumas perguntas não devem calar:
A quem interessa essa “reforma” que tenta agregar alguns ministérios?
A quem interessa reduzir as políticas reconhecidas pelo Estado como fundamentais para a consolidação da democracia, conquistadas depois de muitos anos de luta do movimento feminista, de mulheres e do movimento negro?
A quem interessa a “redução” da dimensão política do enfrentamento ao racismo e ao sexismo?
A quem interessa ignorar qua as mulheres e os(as) negros(as) são a maioria do povo brasileiro e que paradoxalmente (para não usar outra palavra) estão nos estratos de renda mais baixos da nossa sociedade?
A quem interessa “diliuir” a violência contra a mulher, forma brutal em que o patriarcado se ancora para se manter vivo, em políticas de proteção aos direitos humanos?
A quem interessa ignorar a morte de centenas de jovens negros, estatísticas que não mais assustam a sociedade, de tão banalizadas pelo racismo “silencioso” em nosso país?
A quem interessa desqualificar nossas ministras, quando se levantam em defesa dos direitos e da dignidade das mulheres e dos(as) negros (as)?

COM CERTEZA NÃO DEVE INTERESSAR À PRESIDENTA DILMA – A PRIMEIRA MULHER NA PRESIDÊNCIA DO BRASIL . AFINAL ELA FOI ELEITA COMO UMA ESPERANÇA DAS MULHERES BRASILEIRAS – NEGRAS, BRANCAS, INDIGENAS, CIGANAS, LÉSBICAS OU NÃO, VIVENDO COM DEFICIÊNCIA E VIVENDO SEM DINHEIRO – QUE ACREDITARAM NA CONSOLIDAÇÃO DAS POLÍTICAS JUSTAS PARA OS GRUPOS POPULACIONAIS HISTORICAMENTE DISCRIMINADOS.

COM CERTEZA NÃO DEVE INTERESSAR TAMBÉM AO PARTIDO DAS (OS) TRABALHADORAS (ES), PELA SUA HISTÓRIA DE LUTA, PELOS PRINCÍPIOS QUE DEFENDE,  POR SEU COMPROMISSO COM A DEMOCRACIA E COM A TRANSFORMAÇÃO SOCIAL.

Os defensores da equação neoliberal custo x benefício, que enxergam o Estado como uma instituição a serviço das elites econômicas e não da população brasileira, vivem na contramão da História e não enxergam que ao redor de seu umbigo, os movimentos sociais se levantam, em todo o mundo, em defesa não só dos direitos (que os liberais usam em seu próprio benefício), mas em defesa da Justiça, com equidade.

O ENFRENTAMENTO AO RACISMO E AO SEXISMO – MAIS QUE UMA BANDEIRA DE LUTA DE MULHERES, NEGROS (AS), INDIGENAS E DEMAIS GRUPOS ÉTNICOS – É UMA FORMA DE FORTALECER A HUMANIDADE QUE DEVERIA (SIM, DEVERIA) EXISTIR EM CADA UMA (UM) DE NÓS.

POR ISSO, NÓS MULHERES DA EXPRESSÃO FEMINISTA DO PARTIDO DAS TRABALHADORAS, PARTIDO QUE GOVERNA ESTE PAÍS DESDE 2003, REPUDIAMOS A TENTATIVA DOS VEÍCULOS DE COMUNICAÇÃO DE DESQUALIFICAR NOSSAS MINISTRAS E DE MANIPULAR AS DECISÕES DO GOVERNO BRASILEIRO, BUSCANDO O RETROCESSO.

PELO FORTALECIMENTO E PELA EFETIVAÇÃO DAS POLÍTICAS DE IGUALDADE RACIAL E DAS POLÍTICAS PARA AS MULHERES!

PELA MANUTENÇÃO E EXPANSÃO DOS MINISTÉRIOS, SECRETARIAS ESTADUAIS E MUNICIPAIS DE POLÍTICAS PARA AS MULHERES E POLÍTICAS DE PROMOÇÃO DA IGUALDADE RACIAL!

NÃO AO RETROCESSO! AVANCEMOS NA DEMOCRACIA BRASILEIRA , NENHUM DIREITO A MENOS! MOBILIZAÇÃO JÁ!

O que você pode fazer? Escrever para a Presidenta; escrever cartas para os jornais; postar mensagens nas redes sociais; fazer um “twitaço”; mandar e.mails para organizações nacionais e internacionais; mandar mensagens solidárias para a SPM e SEPPIR; mandar e.mails para deputadas (os) federais e senadores (as); escrever para os partidos políticos aliados; buscar solidariedade com os outros movimentos sociais; escrever para organismos das Nações Unidas; e fazer mobilizações em suas cidades, escolas, bairros, sindicatos.

SPM e SEPPIR são conquistas do povo brasilei

nota do grupo: EXPRESSÃO FEMINISTA PT

 

Deixe um comentário

Arquivado em Mulher e politica, Politica nacional, relações raciais Brasil

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s