Arquivo da categoria: cuidado com meu corpo

As maravilhas da Babosa: trata acne e queda de cabelo

A Aloe vera , conhecida popularmente no Brasil como Barbosa ou Babosa, é uma espécie de planta do género Aloe, nativa do norte de África.

Dizem que a Cleopatra utilizava babosa para cuidar e conservar a pele que era admirada em todo o mundo.  Eu uso para combater espinhas, uso para cuidar dos meus dreadlooks e também em machucados para acelerar a cicatrização.

vejam as informações abaixo e use e abuse de mais este medicamento medicinal. Prefira a erva fresca.

Encontram-se catalogadas mais de 200 espécies de Aloe. Deste universo, apenas 4 espécies são seguras para uso em seres humanos, dentre as quais destacam-se a Aloe arborensis e a Aloe barbadensis Miller, sendo esta última reconhecida como a espécie de maior concentração de nutrientes no gel da folha.

Pela Legislação Brasileira somente cosméticos e medicamentos fitoterápicos podem ser fabricados industrialmente a partir da planta. Alimentos, como suco e isotônico vendidos em outros países, já estão autorizados a serem produzidos pois já foram feitas pesquisas relacionadas a segurança alimentar.[1]

Aloe vera (do latim vera, “verdadeira”) ou aloés tem um aspecto de um cacto de cor verde, mas este pertence à família dos lírios. Esta planta por dentro tem um líquido viscoso e macio.

O Aloe vera é uma planta utilizada para diversos fins medicinais há muitos anos. Geralmente é utilizada para problemas relacionados com a pele (acne, queimaduras, psoríase, hanseníase, etc). Pesquisadores encontraram relatos do uso desta planta entre civilizações antigas como os egípcios, gregos, chineses, macedônios, japoneses e mesmo citações na Bíblia[2] deixam claro que era comum o uso desta planta na antiguidade.

É um poderoso regenerador e antioxidante natural. A esta planta são reconhecidas propriedades antibacteriana, cicatrizante, capacidade de reidratar o tecido capilar ou dérmico danificado por uma queimadura, entre outras.

A Barbosa aplicada sobre uma queimadura ajuda rapidamente a retirar a dor, pelo seu efeito reidratante e calmante. Pelo mesmo efeito reidratante lentamente irá reparando o tecido queimado, curando desta forma a queimadura.[3]

A Barbosa tem poder de reter água para se manter o tempo todo bem hidratada, mesmo sob o calor produzido pelo sol escaldante do deserto.

Aloe vera é um excelente nutriente, com importantes proteínas, vitaminas e sais minerais. Com sua constituição química permite a penetraçao na pele e assim levar importantes nutrientes para as células vivas.

Contém várias enzimas cujas atividades não são totalmente compreendidas

  • A Aloe Vera também pode ser utilizada para regular o trânsito intestinal, sendo muito utilizada para casos de intestino preso e baixa absorção de nutrientes.

(informações retiradas da wikipedia)

3 Comentários

Arquivado em Beleza negra, cuidado com meu corpo, cura através das plantas, dicas de beleza

Bucha Vegetal, natural e maravilhosa!

  Mulherada do meu coração, nos sabemos o quanto encomoda a depilação e tudo que vem com ela principalmente os malignos pelos encravados, eu os odeio e sempre to tentando encontrar forma de elimina-los… Taí uma dica da minha vovó Anaides, que com certeza tá agora num bom lugar olhando e torcendo para todas nos sermos felizes e maravilhosas. Faça movimentos circulares com a esponja molhada e com o sabonete da tua preferencia… leia abaixo informações cientificas… bjus gatonas

  • Nome Científico: Luffa cylindrica
  • Sinonímia: Luffa aegyptica, Luffa acutangula, Cucumis fricatorius, Cucumis megacarpus, Cucumis acutangulus, Bryonia cheirophylla, Luffa subangulata, Melothria touchanensis, Momordica cylindrica, Momordica luffa
  • Nome Popular: Bucha, Esponja-vegetal, Bucha-dos-paulistas, Bucha-paulistana, Lufa, Bucha-vegetal, Planta-dos-esfregões, Planta-das-esponjas
  • Família: Cucurbitaceae
  • Divisão: Angiospermae
  • Origem: Ásia
  • Ciclo de Vida: Anual

A bucha é uma trepadeira anual de verão, da família das cucurbitáceas (mesma família do pepino, melancia e abóbora), famosa por fornecer uma esponja fibrosa, oriunda de seus frutos, muito útil na higiene pessoal e limpeza geral. Seu caule é ascendente e herbáceo, com gavinhas, e suas folhas são grandes, lobadas e dentadas, recobertas por pêlos finos. A bucha é uma planta monóica (com flores masculinas e femininas no mesmo indivíduo) de flores amarelas. As flores femininas são solitárias, e se diferenciam pelo presença de delicado ovário alongado, como um pequeno fruto. As flores masculinas são maiores, mais numerosas e surgem em grupos. A polinização é feita por abelhas.

Os frutos são grandes, podendo alcançar 35 cm. Eles são cilíndricos, alongados e podem ser lisos ou angulosos, de acordo com a variedade (como abóboras). Quando jovens são verdes e se tornam marrons quando maduros. As sementes são lenticulares, numerosas, grandes e pretas. Os frutos verdes (menores que 6 centímetros) são comestíveis, sendo preparados tais como quiabos e pepinos. Os frutos maduros podem ser colhidos e descascados para obtenção da esponja, no entanto os frutos secos também podem ser aproveitados. Ao cortar uma de suas extremidades as numerosas sementes serão facilmente liberadas. Após, a esponja fibrosa pode ficar de molho e ser lavada, para posteriormente secar à sombra.

Inteira, cortada ou prensada, ela pode ser aproveitada na forma de esponja para banho, de louça, na limpeza geral e no artesanato. A esponja prensada é largamente utilizada na confecção de artefatos de banho, praia e limpeza, como luvas de massagem, esfregões, chapéus, entre outros produtos. Na indústria, suas fibras entram na fabricação de filtros e em isolamentos acústicos. A esponja oriunda da bucha é uma forma ecologicamente correta de substituir as esponjas sintéticas. Ela é um excelente esfoliante para a pele, é completamente biodegradável, inofensiva ao meio ambiente, não risca a louça, além de ser política e socialmente correta, pois estimula a agricultura familiar.

Deve ser cultivada sob sol pleno em solo fértil, drenável, enriquecido com matéria orgânica e irrigado regularmente. A bucha é uma planta tipicamente tropical, apreciando o calor e a umidade para o seu desenvolvimento pleno e ampla produção. Fertilizações mensais estimulam a formação de frutos numerosos e grandes. A polinização manual das flores é importante nos cultivos comerciais. Não tolerante à geadas. Multiplica-se facilmente por sementes postas a germinar na primavera. A colheita se inicia no outono, coincidindo com o final do ciclo da planta.

Medicinal
  • Indicações: Amenorréia, anemia, nefrites, hidrópsia, bronquite crônica, asma, afecções da pele, hemorragias, afecções do fígado, verminose.
  • Propriedades: Emenagoga, carminativa, antihelmíntica, diurética, laxativa, tônica.
  • Partes usadas:  Folhas, frutos e sementes.

Autor: Raquel Patro tirei do site: http://www.jardineiro.net/br/banco/luffa_cylindrica.php
Conteúdo sob Licença Creative Commons
Restrições de Uso do texto e imagens

Deixe um comentário

Arquivado em Beleza negra, cuidado com meu corpo, saude da mulher