Arquivo da categoria: saude da mulher

Minuto Intimo

                Na lida diária, no corre-corre, desce e sobe, do ritmo frenético das nossas vidas, muitas vezes não paramos e nem dedicamos um minuto intimo quando possamos olhar para dentro de nós mesmas e finalmente possamos refletir: Afinal como EU estou? Como EU me sinto?

Eu estou muito bem, eu estou chateada, algo me magoou, alguém me persegue, alguém me faz sofrer, me sinto constantemente uma louca… Pois, pare e pense: Quantas vezes seu colo foi conforto, seu sexo foi alimento, seu ombro travesseiro cheiroso, suas mãos trouxeram carinho e ajuda para prosseguir… Mas, e a SUA cabeça, ela doe com freqüência? Seu sexo é uma área esquecida ou um motivo de irá? Sua canela foi raspada? Seu pé torceu? Te doeu o cotovelo? Você se olha no espelho e não tem mais coragem de olhar nos seus próprios olhos?

Mesmo acendendo velas, rogando pragas, fazendo oferenda ou bebendo tudo quanto é liquido mágico, hoje não desceu? Aquela pessoa tão amada te renegou? Você se sente a mais feia entre as feias? Se sente mais velha do que as outras garotas da sua idade? As costas doem e parece que está vestida numa roupa de concreto? Nem mesmo a droga mais alucinógena te tira dos problemas da vida “real”? Numa tentativa louca de ter um minutinho intimo você se tranca no banheiro, leva a mão ao sexo e a masturbação é o único alívio/protesto e quando se dá conta já passou seu minuto e você num sexo sem ruido não escutou na mente a SUA própria voz?

Tomou chá de camomila, de melissa, de capim-santo, banho de sal grosso, banho de assento, xingou o patrão, mandou sua melhor amiga catar coquinhos, já cortou todo o pé de rosa- vermelha que Aquela pessoa  te deu Naquele dia tão bonito, rasgou os livros opressores sobre a opressão,  roubou um foguete e fugiu pra marte… Barbare! Louca! Estúpida! Maluca! Mal amada! Do que vocês estão falando? Eu sou mais eu! Eu não preciso de ninguém! Você vai ver! O mundo roda! Volte aqui! Não me deixe falando sozinha feito uma louca! Escute eu não sou louca, viu!

Respire, conte até três, e no seu minuto intimo saiba que você não está sozinha, somos gerações de mulheres negras, nossa ancestralidade pesa, mas nos ajuda a perceber que não estamos sozinhas nem na dor nem na delícia, o caminho é longo! Não permita que a invisibilidade do cotidiano violento que vivemos seja transformada em problemas íntimos NOSSOS…

por Jackeline Romio

jackcamp

 

Deixe um comentário

Arquivado em fim da vilêoncia sexual, fim da violência contra a mulher, Reggae é coisa de mulher, saude da mulher

O que é Cisto de Bartolin?

Olá garotas,
Estimulada pela pergunta de uma leitora sobre cura para Cisto de Bartolin, fui fazer a pesquisa e descobri o que é, também descobri que o banho de assento também é indicado para este tipo de cisto, neste caso apliquem o barbatimão, logico sempre como alternativa, pois o importante mesmo é esta sendo acompanhada por um ginecologista. Nós temos direitos a nossa saude sexual e reprodutiva e ir ao medico é um direito. não se auto diagnostique por favor!
É importante consultar a ginecologista ao menos uma vez ao ano para fazer o papanicolau e ver se esta tudo bem, se vc estiver gravida deve no minimo ter 7 consultas!
Saúde, amor e paz Gatonas!
Leiam abaixo o que eh este tão de cisto de Bartolin:
Bartolinite é a inflamação das glândulas de Bartolin – glândulas acessórias dos genitais externos femininos. A bartolinite faz parte do grupo das doenças sexualmente transmissíveis e pode ser causada não só por agentes causadores de DST, como gonococo e clamídia, mas também por bactérias da flora intestinal, estafilococos e estreptococos (bactérias que não são sexualmente transmissíveis).
Entre os sintomas estão dor, secreção vaginal e aumento da vulva próximo à entrada da vagina. A probabilidade de uma recuperação completa é bastante alta. Pode haver o desenvolvimento de um cisto do ducto de Bartholin se o fluido purulento do abscesso for “encarcerado” nos tecidos adjacentes. Outras complicações são raras.
Assim como qualquer doença sexualmente transmissível, a bartolinite pode ser evitada pelo uso do preservativo.
Os “banhos de assento” com água quente (35ºC) quatro vezes ao dia geralmente proporcionam algum alívio e podem ajudar a localizar a infecção e mesmo precipitar a drenagem espontânea. Contudo, nem sempre ocorre a resolução do problema, uma vez que o orifício de ruptura espontânea é muito pequeno e fecha rapidamente, pelo que a drenagem não é completa.
Se não ocorrer um tratamento imediato desta inflamação, a bartolinite pode evoluir para piora e comprometer ainda mais essa glândula.
As complicações da bartolinite são a formação de cisto, de abscesso e até de tumores, apesar de raros.
Banhos de assento:
Barbatimão e aroeira: preparar chá da casca com 30 gramas de cada erva para um litro de água. Tomar quatro xícaras ao dia.
Unha-de-gato (chá ou cápsulas), em conjunto com uxi-amarelo.
Alface: bater talos de alface no liquidificador com um pouco de água, coar e tomar meio copo antes da deitar.
Pepino: Fazer compressas locais, utilizando as sementes do pepino amassadas com um pouco de água. Renovar a cada 30 minutos.
Cravo-da-índia: banho de assento ou lavagem com o chá forte e morno duas vezes ao dia, pela manhã e antes de dormir.
Fonte de consulta: Free Dicas

55 Comentários

Arquivado em direitos sexuais e reprodutivos, saude da mulher

O DIAGNÓSTICO DO CÂNCER DE MAMA- Auto exame já!

DEPARTAMENTO DE GINECOLOGIA (Retirado do site da unefesp: http://www.unifesp.br/dgineco/diagnostico.htm)

GRUPO DE APOIO ÀS PACIENTES COM CÂNCER DE MAMA

O DIAGNÓSTICO DO CÂNCER DE MAMA

Primeiro, a dúvida … um caroço, um nódulo, um exame com “problema”…
Depois, a espera: uma biópsia da mama…
Enfim, o diagnóstico:
câncer de mama!
E agora? Vou morrer? Quanto tempo tenho de vida? E o meu seio?
E os meus filhos? Como vão ficar?
E o meu marido, quando souber?

Quantas dúvidas e “certezas” passam na cabeça de uma mulher nesse momento…
Ouça os profissionais de saúde que estão envolvidos no seu tratamento.
Anote suas perguntas e …
Pergunte! Desabafe!

Apesar de ser um tumor maligno, o câncer de mama é uma doença que pode ser curada se detectada a tempo,

o que nem sempre é possível pois o medo de um diagnóstico é muito grande. Não perca tempo!
Se você acha que tem um caroço na mama, procure um médico imediatamente!

Como é feito o diagnóstico:

Auto-exame

A maioria dos nódulos que aparecem nas mamas são benignos. Os cistos são as alterações benignas mais comuns. São dolorosos e aumentam antes da menstruação.

Eles não se transformam em câncer.

Os fibroadenomas também são tumores benignos freqüentes e podem ser tratados facilmente apenas com uma pequena cirurgia, geralmente com anestesia local.

A saída de secreção pelo mamilo pode ser normal. Porém, quando esta saída de secreção é de um lado só, sai sem apertar e é sanguinolenta ou

totalmente transparente (como água) , deve ser investigada.

O câncer é um nódulo que cresce rapidamente e geralmente não dói.

Como realizar o auto-exame

A mulher pode fazer a detecção precoce do câncer de mama através de um exame visual e de palpação.

Este exame deve ser realizado cerca de 7 dias após a menstruação ou, para aquelas que não menstruam mais, uma vez por mês (por exemplo, na data do aniversário).

Exame visual

1) Em frente ao espelho, olhe suas mamas, procurando alterações nos mamilos ou pregas na pele, assim como covinhas.

2) Junte as mãos atrás da cabeça e empurre-as para a frente. Observe se há alguma mudança na pele ou na forma das mamas.

3) Aperte as mãos firmemente contra os seus quadris e dobre-se um pouco para a frente. Observe com muita atenção se a pele ou a forma das mamas sofrem alguma mudança.

Palpação

1) Deite-se com uma almofada pequena embaixo das costas do lado direito, com o braço deste mesmo lado debaixo da nuca.

2) Com os três dedos do meio da sua mão esquerda, examine a mama direita, firme e cuidadosamente, em toda a sua extensão.

Comece pela superfície externa, apertando a parte média e plana dos seus dedos contra a mama.

Mova-os em pequenos círculos de fora para dentro, até chegar ao mamilo. Preste atenção se existem massas ou inchaços que você não tenha notado antes

.

3) Repita o procedimento para examinar a mama esquerda.

     

4) Agora, de pé, toque suavemente a mama direita com os dedos da mão esquerda , começando na axila e movendo pouco a pouco a mão ao redor da mama em direção ao mamilo.

5) Inverta a posição para examinar o lado esquerdo. Este exame pode ser feito também durante o banho, já que, com o peito ensaboado,

os dedos deslizam facilmente e não é preciso pressionar.

retorna

Exame clínico

É o exame das mamas realizado pelo médico.
O exame das mamas deve ser feito rotineiramente em consulta ginecológica, a cada seis meses.
Além do ginecologista, existe ainda um médico especialista em doenças das mamas, chamado
mastologista.

Em caso de dúvida, o ginecologista pode encaminhar a paciente ao mastologista.
Além disso, qualquer médico pode fazer o exame das mamas, inclusive o clínico geral.

Atenção
: A mamografia não substitui o exame das mamas realizado pelo médico. Existem nódulos que não aparecem na mamografia, mas são palpáveis!

retorna

Mamografia

Para saber se um tumor é benigno ou maligno, o médico precisará fazer alguns exames. O principal deles é a mamografia, que é feita com um aparelho de raio-X especial.

Este exame é muito simples: consiste em colocar a mama entre 2 placas de acrílico, que será comprimida.

É importante saber que para fazer um exame adequado é necessário apertar um pouco a mama.

Portanto, pode incomodar se for realizado quando as mamas estiverem dolorosas (por exemplo: antes da menstruação).
Assim, deve ser feito cerca de uma semana após a menstruação.

É um exame obrigatório em mulheres com mais de 40 anos ou já a partir dos 35 anos quando existirem muitos casos de câncer de mama na família.

Geralmente é realizado uma vez ao ano. Em mulheres com menos de 35 anos, normalmente não é necessário fazer este exame devido à característica própria da glândula nessa idade.

A radiação recebida pela paciente durante a realização do exame é um pouco maior que uma chapa de pulmões, portanto não é prejudicial.

A mamografia permite descobrir o câncer de mama quando o tumor é bem pequeno e ainda não é percebido na palpação.

retorna

Biópsia

Quando o exame de palpação ou a mamografia forem suspeitos, é necessária a confirmação do diagnóstico através da biópsia.

A biópsia é a retirada de um pedaço do nódulo suspeito através de uma pequena cirurgia ou através de agulhas, dependendo de cada caso.

O nódulo pode também ser retirado por inteiro. Este material é então analisado e depois de alguns dias, se for necessário, faz-se a cirurgia.

Biópsia e cirurgia

Com freqüência, a mulher que possui um nódulo suspeito pode fazer a biópsia e a cirurgia de uma só vez.

Enquanto a mulher aguarda na sala de cirurgia, ainda anestesiada, o caroço é retirado e imediatamente analisado e confirmado ou não o diagnóstico de câncer.

Se confirmado, continua-se a cirurgia com a retirada parcial ou total da mama.

É importante saber que em nenhum dos casos existe prejuízo para o tratamento. Não existe solução ideal.

Fazer a cirurgia no mesmo dia ou após alguns dias não irá mudar nada. Cada mulher nesta situação deverá conversar com seu médico para decidir o que é mais adequado.

Video de auto exame do youtube:

 

Deixe um comentário

Arquivado em auto exame de mama, saude da mulher

Bucha Vegetal, natural e maravilhosa!

  Mulherada do meu coração, nos sabemos o quanto encomoda a depilação e tudo que vem com ela principalmente os malignos pelos encravados, eu os odeio e sempre to tentando encontrar forma de elimina-los… Taí uma dica da minha vovó Anaides, que com certeza tá agora num bom lugar olhando e torcendo para todas nos sermos felizes e maravilhosas. Faça movimentos circulares com a esponja molhada e com o sabonete da tua preferencia… leia abaixo informações cientificas… bjus gatonas

  • Nome Científico: Luffa cylindrica
  • Sinonímia: Luffa aegyptica, Luffa acutangula, Cucumis fricatorius, Cucumis megacarpus, Cucumis acutangulus, Bryonia cheirophylla, Luffa subangulata, Melothria touchanensis, Momordica cylindrica, Momordica luffa
  • Nome Popular: Bucha, Esponja-vegetal, Bucha-dos-paulistas, Bucha-paulistana, Lufa, Bucha-vegetal, Planta-dos-esfregões, Planta-das-esponjas
  • Família: Cucurbitaceae
  • Divisão: Angiospermae
  • Origem: Ásia
  • Ciclo de Vida: Anual

A bucha é uma trepadeira anual de verão, da família das cucurbitáceas (mesma família do pepino, melancia e abóbora), famosa por fornecer uma esponja fibrosa, oriunda de seus frutos, muito útil na higiene pessoal e limpeza geral. Seu caule é ascendente e herbáceo, com gavinhas, e suas folhas são grandes, lobadas e dentadas, recobertas por pêlos finos. A bucha é uma planta monóica (com flores masculinas e femininas no mesmo indivíduo) de flores amarelas. As flores femininas são solitárias, e se diferenciam pelo presença de delicado ovário alongado, como um pequeno fruto. As flores masculinas são maiores, mais numerosas e surgem em grupos. A polinização é feita por abelhas.

Os frutos são grandes, podendo alcançar 35 cm. Eles são cilíndricos, alongados e podem ser lisos ou angulosos, de acordo com a variedade (como abóboras). Quando jovens são verdes e se tornam marrons quando maduros. As sementes são lenticulares, numerosas, grandes e pretas. Os frutos verdes (menores que 6 centímetros) são comestíveis, sendo preparados tais como quiabos e pepinos. Os frutos maduros podem ser colhidos e descascados para obtenção da esponja, no entanto os frutos secos também podem ser aproveitados. Ao cortar uma de suas extremidades as numerosas sementes serão facilmente liberadas. Após, a esponja fibrosa pode ficar de molho e ser lavada, para posteriormente secar à sombra.

Inteira, cortada ou prensada, ela pode ser aproveitada na forma de esponja para banho, de louça, na limpeza geral e no artesanato. A esponja prensada é largamente utilizada na confecção de artefatos de banho, praia e limpeza, como luvas de massagem, esfregões, chapéus, entre outros produtos. Na indústria, suas fibras entram na fabricação de filtros e em isolamentos acústicos. A esponja oriunda da bucha é uma forma ecologicamente correta de substituir as esponjas sintéticas. Ela é um excelente esfoliante para a pele, é completamente biodegradável, inofensiva ao meio ambiente, não risca a louça, além de ser política e socialmente correta, pois estimula a agricultura familiar.

Deve ser cultivada sob sol pleno em solo fértil, drenável, enriquecido com matéria orgânica e irrigado regularmente. A bucha é uma planta tipicamente tropical, apreciando o calor e a umidade para o seu desenvolvimento pleno e ampla produção. Fertilizações mensais estimulam a formação de frutos numerosos e grandes. A polinização manual das flores é importante nos cultivos comerciais. Não tolerante à geadas. Multiplica-se facilmente por sementes postas a germinar na primavera. A colheita se inicia no outono, coincidindo com o final do ciclo da planta.

Medicinal
  • Indicações: Amenorréia, anemia, nefrites, hidrópsia, bronquite crônica, asma, afecções da pele, hemorragias, afecções do fígado, verminose.
  • Propriedades: Emenagoga, carminativa, antihelmíntica, diurética, laxativa, tônica.
  • Partes usadas:  Folhas, frutos e sementes.

Autor: Raquel Patro tirei do site: http://www.jardineiro.net/br/banco/luffa_cylindrica.php
Conteúdo sob Licença Creative Commons
Restrições de Uso do texto e imagens

Deixe um comentário

Arquivado em Beleza negra, cuidado com meu corpo, saude da mulher