Vento no Canavial

Não se vê no canavial
nenhuma planta com nome,
nenhuma planta maria,
planta com nome de homem.

É anônimo o canavial,
sem feições, como a campina;
é como um mar sem navios,
papel em branco de escrita.

É como um grande lençol
sem dobras e sem bainha;
penugem de moça ao sol,
roupa lavada estendida.

Contudo há no canavial
oculta fisionomia:
como em pulso de relógio
há possível melodia,

ou como de um avião
a paisagem se organiza,
ou há finos desenhos nas
pedras da praça vazia.

Se venta no canavial
estendido sob o sol
seu tecido inanimado
faz-se sensível lençol,

se muda em bandeira viva,
de cor verde sobre verde,
com estrelas verdes que
no verde nascem, se perdem.

Não lembra o canavial
então, as praças vazias:
não tem, como têm as pedras,
disciplina de milícias.

É solta sua simetria:
como a das ondas na areia
ou as ondas da multidão
lutando na praça cheia.

Então, é da praça cheia
que o canavial é a imagem:
vêem-se as mesmas correntes
que se fazem e desfazem,

voragens que se desatam,
redemoinhos iguais,
estrelas iguais àquelas
que o povo na praça faz.

Publicado no livro Duas águas: poemas reunidos (1956). Poema integrante da série Paisagens com Figuras.

In: MELO NETO, João Cabral de. Obra completa: volume único. Org. Marly de Oliveira. Rio de Janeiro: Nova Aguilar, 1994. p.150-151. (Biblioteca luso-brasileira. Série brasileira)

Feliz 2017!
Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em banho de assento, poesia, Poesia brasileira

3ª Guerra mundial

Para muitas pessoas pode parecer normal,

este sentimento de terceira guerra mundial.

 

Deixe um comentário

Arquivado em banho de assento

Subscribe Young and Early Career Geographers’ Taskforce list!

IGU YECG- Young & Early Career Geographers

The IGU’s Young and Early Career Geographers’ Taskforce (IGU-YECG) was launched on 22 August 2016 at the IGC in Beijing, China. The Taskforce comprises nine members and its primary aims are to promote career development for early career Geographers through mentoring, training and sharing; stimulate interdisciplinary, international and inter-generational research conversations between geographers and acknowledge and elevate the achievements of early career geographers in the Global North and South.

Check out our blog https://iguyecg.wordpress.com/

The YECG Taskforce has identified five strategic areas for future work. These include:

  • Training and networking events: at IGU annual conferences and also online. More opportunities for participation through paper competitions, field visits, summer/winter schools.
  • Publicity: for achievements of individuals who have made a novel/high impact contribution. E.g. Awards for best PhD.
  • Feedback channels: to strongly raise issues/problems faced by young and early career researchers in different parts of the world. Make contact…

Ver o post original 292 mais palavras

Deixe um comentário

Arquivado em banho de assento

Coração é Terra que Ninguém Vê , Cora Coralina

Quis ser um dia, jardineira
de um coração.
Sachei, mondei – nada colhi.
Nasceram espinhos
e nos espinhos me feri.

Quis ser um dia, jardineira
de um coração.
Cavei, plantei.
Na terra ingrata
nada criei.

Semeador da Parábola…
Lancei a boa semente
a gestos largos…
Aves do céu levaram.
Espinhos do chão cobriram.
O resto se perdeu
na terra dura
da ingratidão

Coração é terra que ninguém vê
– diz o ditado.
Plantei, reguei, nada deu, não.
Terra de lagedo, de pedregulho,
– teu coração. Bati na porta de um coração.
Bati. Bati. Nada escutei.
Casa vazia. Porta fechada,
foi que encontrei…

Deixe um comentário

Arquivado em banho de assento, Poetisas