Arquivo da tag: candidiase

Relação entre Candidíase e Gastrites

Olá amoras,

Como o post sobre a candidíase é bem consultado decidi deixar este texto aqui sobre as questões relacionadas a cândida. com uma boa dieta alimentar é possível se curar de diversas doenças inclusive da cândida que tanto ataca a saúde da mulher.

Achei este texto muito legal, veja o que acha:

Com a Terapia Nutricional e Ortomolecular você pode prevenir e até mesmo curar algumas doenças provenientes do fungo Candida albicans.

A Candida é levada pela corrente sanguínea e se aloja em qualquer parte do corpo causando mais de 64 doenças, entre elas, acidose, ansiedade prolongada, depressão, dores nas articulações, enxaqueca constante, obesidade, diabetes, retenção de liquido, problemas da tireóide, sinusite, úlceras  gástricas, gastrite, alergias, constipação intestinal, infertilidade,  problemas  renais, mau-humor, acne, HPV, TPM, e outros…
Atualmente temos enfrentado uma pandemia atrás da outra, isto se deve aos problemas climáticos. Com  aquecimento global a temperatura fica mais alta, o corpo mais quente, a tendência é a proliferação de fungos e bactérias, em conseqüência  há o aparecimento de doenças. Os acidentes cardiovasculares  aumentam consideravelmente nesta época, principalmente o infarto do miocárdio. Não só os idosos como também as pessoas de todas as idades podem ser acometidas.

 O excesso da Candida albicans no organismo de uma pessoa pode acabar com toda a estabilidade imunológica e levar ao óbito. Este fungo prejudica  todos os aspectos  essenciais à vida humana – físico, intelectual, social  e espiritual. Fisicamente, a pessoa fica mais pesada, com sensação de cansaço e o intelecto começa a falhar, se tornando mais lento, dificultando um bom raciocínio e uma  memória de longa duração. Tendo o físico e o intelecto com problemas, dificilmente a pessoa terá força espiritual para  gerar energias vitais e manter uma saúde  emocional equilibrada, por conseqüencia, faltará a cordialidade, que significa um elemento essencial ao convívio consigo mesmo e com os  outros.

Com todos os níveis imunologicamente prejudicados, a vida de qualquer pessoa e idade correm perigo, sendo desmoronada  por inteiro – trabalho, emprego, casamento, finanças, amigos, estudos,  enfim…  

Alguns alimentos podem aumentar a imunidade e diminuir a superpopulação deste fungo mortífero, entre eles estão: os ácidos graxos ômega-3, alimentos vivos e líquidos, carboidratos complexos, anti-oxidantes potentes, agentes quelantes e também um bom relacionamento  afetivo.

Autor:Dr. Edvaldo Tavares; Elizabethe Milwaard

retirado do site: http://www.raizdavida.com.br/site/portugues/a-candida-albicans/

Deixe um comentário

Arquivado em candidíase

Os poderes do Barbatimão: também serve como banho de assento para mulheres com candidiase

Corrimento vaginal, por vezes chamado de simplesmente corrimento, vulvovaginite ou vaginite é muito comum entre as mulheres. Uma das causas pode ser a chamada Candidíase, embora existam outras fonte também. No geral, o corrimento branco ou esverdeado, é acompanhado de mau cheiro (ou não) e acompanhado de coceira, irritação e vontade freqüente de urinar.

Aqui vai uma forma de livrar se da candidíase sem medicamentos, apenas com uma lavagem natural da vagina. Mas lembre-se a consulta com um ginecologista é indispensável.

BarbatimãoBarbatimão

Você vai precisar de:

  • Duas xícaras de chá de cascas de barbatimão,
  • Dois litros de água
  • Uma colher de sopa de suco de limão (ou vinagre)

Modo de Preparo:

Ferva a água com as cascas de barbatimão por 15 minutos. Depois deste tempo, coe e acrescente a colher de suco de limão (ou vinagre, se preferir).

Posologia

Faça lavagens com o líquido quando julgar necessário

Cuidados

Não ingerir.

 

 

BARBATIMÃO:  Stryphnodendron barbatiman

(tirei do site http://www.plantamed.com.br/plantaservas/especies/Stryphnodendron_barbatiman.htm)

Nome científico Stryphnodendron barbatiman Mart.

Família: Fabaceae.

Sinônimos botânicos: Stryphnodendron adstringens (Mart.) Coville; Mimosa barbadetimam Vell.; Mimosa virginalis Arruda; Acacia adstringens Mart.

Nomes populares: barbatimão-verdadeiro, barba-de-timan, barba-de-timão, casca-da-mocidade, casca-da-virgindade, iba-timão, ibatimô, paricarana, uabatimô, ubatima, ubatimó, chorãozinho roxo, paricana, verna, piçarana (Pará). Barbatimão alumbark (inglês), barbatimão (inglês, espanhol, francês, italiano, alemão).

Constituintes químicos: taninos condensados, substâncias monoméricas (flavan-3-óis) e proantocianidinas (entre elas 8 tipos de prodelfinidinas e 8 prorobinetinidinas), substâncias tânicas (20 a 30%), taninos (18 a 27%), alcalóides não determinados, amido, matérias resinosas, mucilaginosas, matéria corante vermelha, ácido tânico, estrifno, açúcar solúvel, flavonóides, flobafenos.

Propriedades medicinais: adstringente, anti-hemorrágica, anti-séptica, antibacteriana, antiblenorrágica, antidiabética, antidiarréica, antiescorbútica, antileucorréica, cicatrizante, coagulante sangüíneo, depurativa, diurética, emética, hipotensora, oftálmica, tônica.

Indicações: casca: úlceras, feridas, impigens, doenças da pele, afecções da garganta, corrimento vaginal, leucorréia, gonorréia, catarro uretral e vaginal; colite, diarréia, escorbuto, anemias, hemoptises, hemorragia uterina, gastrite, úlcera gástrica, câncer, afecções hepáticas, diabetes. Folhas: tônica, hérnia.

Parte utilizada: casca do caule, folhas.

Contra-indicações/cuidados: há indícios de que as sementes sejam tóxicas.

Modo de usar:
– Uso externo: cascas reduzidas a pó e aplicadas no local ou decocção de1 colher de sopa da casca em 1 litro de água morna, para uso sob a forma de banhos, gargarejo, lavagens vaginais e uterinas, úlceras, impingens, etc. Adstringente, tônico, hemostático, antidiarréico, catarros uretrais e vaginais, leucorréia, feridas, adstringente das gengivas.
– Uso interno: Casca, folha por infusão.
– Decocção: ferver 20 g da casca em 1L de água. Dosagem normal (3 a 5 xícaras /dia).
– Dosagem bem leve (1 xícara /dia), em casos de úlcera do estômago e duodeno.
– Tintura, tomada pela manhã, diluída em um pouco de água, alternando-se com a tintura de carqueja, à noite, para casos de asma, bronquite asmática. O tratamento poderá se estender até 12 meses no caso de asma crônica.
– Outros usos: Curtume para o tratamento de couro. No passado, foi usado pelos índios na produção de tinta vermelha.

Algumas espécies do gênero: Stryphnodendron.

 

166 Comentários

Arquivado em saude da mulher